Red de Bibliotecas Virtuales de Ciencias Sociales en
América Latina y el Caribe

logo CLACSO

Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: https://biblioteca-repositorio.clacso.edu.ar/handle/CLACSO/49017
Título : Construction and Disputes in the Museology Field in Brazil: The Northeastern Forums (1988 – 1996)
Construção e Disputas do Campo Museologia no Brasil: Os Fóruns Nordestinos (1988 – 1996)
Editorial : Edições Universitárias Lusófonas
Descripción : Between the years 1988 and 1996 the Northeastern Museology Forums were held. This irruption movement, which denounces a rupture with the museology practiced by part of the southern region of the country, produced the Manifests and an array of papers that document the memory of eight northeastern Museology meetings. Throughout those, it was possible to investigate how the assertion and recognition relations between the Northeast and Southeast have happened in the sociological construction of the Brazilian Museology field. Using discourse analysis as a methodology resource, I problematized the Brazilian museology field and its narrative, as well as investigated the production and participation of northeastern agents in the construction of the scientific and cultural fields in Brazil. The hypothesis, which was confirmed, was that in the dispute for scientific capital, there were actions that dimmed the importance of the northeastern achievements, culminating in the erasing of research papers from UFBA, FUNDAJ, and other museum institutions of the Northeast in the consolidation of the field. Keywords: field, museology in Brazil, internal colonialism, northeastern, northeastern museology forums.
Entre os anos de 1988 e 1996 ocorreram os Fóruns Nordestinos de Museologia. Esse movimento de irrupção, que denuncia o rompimento com a museologia praticada por parte do Sudeste do país produziu Manifestos e uma gama de documentos que registram a memória de oito encontros nordestinos de Museologia. Através deles, foi possível investigar de que modo aconteceram/acontecem as relações de asserção e reconhecimento entre o Nordeste e o Sudeste na construção sociológica do campo Museologia no Brasil. Por meio do uso da análise do discurso como recurso metodológico, problematizei o campo museológico brasileiro, suas narrativas, bem como investiguei a produção e participação dos agentes nordestinos na construção do campo científico e cultural do Brasil. A hipótese, que se confirmou, foi que, na luta pelo capital científico houve ações que invisibilizaram a importância das realizações do Nordeste que culminaram no apagamento dos trabalhos da UFBA, da FUNDAJ e demais instituições museais do Nordeste na consolidação do campo. Palavras-chave: campo, museologia no Brasil, colonialismo interno, nordeste, fórum nordestino de museologia.
URI : http://biblioteca-repositorio.clacso.edu.ar/handle/CLACSO/49017
Otros identificadores : https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/article/view/8012
Aparece en las colecciones: Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia - CeiED/ULHT - Cosecha

Ficheros en este ítem:
No hay ficheros asociados a este ítem.


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.