Red de Bibliotecas Virtuales de Ciencias Sociales en
América Latina y el Caribe

logo CLACSO

Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: https://biblioteca-repositorio.clacso.edu.ar/handle/CLACSO/49009
Título : Between social museology and the traditional museum: The case of the Murillo La Greca Museum and the 2019 Occupation Convocation - Recife, PE
Entre a museologia social e o museu tradicional: O caso do Museu Murillo La Greca e a Convocatória de Ocupação 2019 - Recife, PE
Editorial : Edições Universitárias Lusófonas
Descripción : The research aimed on the Murillo La Greca Museum and the 2019 Occupation Call, to analyze in the light of Social Museology how educational actions tension traditional museums to more collaborative and democratic practices. It was used authors as Mario Chagas, Glauber Guedes Ferreira Lima, Bruno Brulon, Marcele Pereira, Stránský, Tereza Scheiner e Hugues de Varine-Bohan, to stablish the theoretical references between the tensions and ruptures of the Museology through the museum space. Furthermore, other authors whose approach the museum education, sociology and anthropology composed the necessary outline to analyze the data and contextualize the object in a vast discussion about the museums in the contemporary era. Through by a participative research of an exploratory characteristic and data survey about the 2019 Occupation Summon (until March 2020) in the Murillo La Greca Museum, it was able to analyze the educational activities developed during this period and reflect on the relevance of these practices, in a context of a traditional museum, for the decolonization of the museology process and the democratization of the museum space access. Thereby, it was looking for an increase of experimentations possibilities, privileging the educational sector as the engine of new practices for the museum transformations.Key words: Social Museology, Museum Education, Traditional Museums, Democratization, Decoloniality
A pesquisa se debruçou sobre o Museu Murillo La Greca e a Convocatória de ocupação 2019, a fim de analisar à luz da Museologia Social como as ações educativas tensionam museus tradicionais a práticas mais colaborativas e democráticas. Foram utilizados autores como Mario Chagas, Glauber Guedes Ferreira Lima, Bruno Brulon, Marcele Pereira, Stránský, Tereza Scheiner e Hugues de Varine- Bohan, para estabelecer referenciais teóricos sobre as tensões e rupturas da Museologia frente ao espaço museal. Além disso, outros autores que abordam educação museal, sociologia e antropologia compuseram o arcabouço necessário para analisar os dados e contextualizar o objeto numa discussão mais ampla sobre os museus na contemporaneidade. Por meio de pesquisa participante de caráter exploratório e levantamento de dados sobre a Convocatória de Ocupação 2019 (até março de 2020) no Museu Murillo La Greca, foi possível analisar as práticas educativas desenvolvidas nesse período e refletir sobre a pertinência dessas práticas, no contexto de um museu tradicional, para decolonização de processos museológicos e para democratização dos acessos ao espaço museal. Com isso, buscou-se ampliar as possibilidades de experimentações, privilegiando o setor educativo como propulsor de novas práticas para transformações nos museus. Palavras-chave: Museologia Social, Educação Museal, Museus Tradicionais, Democratização, Decolonialidade
URI : http://biblioteca-repositorio.clacso.edu.ar/handle/CLACSO/49009
Otros identificadores : https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/article/view/8002
10.36572/csm.2021.vol.62.01
Aparece en las colecciones: Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia - CeiED/ULHT - Cosecha

Ficheros en este ítem:
No hay ficheros asociados a este ítem.


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.